top of page
Buscar

Agora, o esporte de Uberaba tem apoio!



O esporte desempenha um papel fundamental em nossa sociedade, além da competição e do entretenimento. Ele é uma poderosa ferramenta de transformação e integração social, capaz de promover valores como disciplina, trabalho em equipe, respeito, superação e inclusão. Uberaba sempre foi berço de grandes atletas, reconhecidos inclusive internacionalmente. Uberaba já sediou inúmeros campeonatos, movimentando a cidade e alimentando a paixão pelo esporte. Entretanto, simplesmente produzir bons esportistas não é o suficiente, é preciso criar formas concretas de incentivo. Por isso, o projeto do Bolsa Atleta foi construído pelo vereador Caio Godoi, à época, com o Vereador Celso Neto.


O incentivo financeiro busca dar condições mínimas para que um atleta de alto rendimento seja capaz de chegar mais longe. A nível nacional os esportes que mais tiveram beneficiários de bolsa atleta foram, por consequência, os esportes que mais trouxeram medalhas olímpicas para o Brasil, entre eles Judô e Atletismo.


O projeto foi encaminhado para o Poder Executivo, já que, gerando obrigações, não poderia ser proposto na Câmara dos Vereadores. Após anos de luta para que o texto fosse encaminhado para o plenário, a aprovação do Bolsa aconteceu e emocionou atletas que acompanharam o momento.


O texto foi aprovado sem nenhuma emenda. Em uma daquelas que foram apresentadas, suscitaram a ausência de cotas raciais e de gênero. Cumpre ressaltar que a distribuição de bolsas seguirá um critério estritamente técnico, além disso, a quantidade de bolsas é reduzida. Por isso, é inviável a implementação de cotas, tendo em vista que um atleta de alto rendimento pode perder a oportunidade de receber a bolsa por não se enquadrar em nenhum critério.



As dificuldades que muitos esportistas enfrentam para conciliar os treinamentos, competições e obrigações do dia a dia são nítidas. Essa iniciativa busca diminuir as barreiras financeiras e possibilitar que os atletas de Uberaba alcancem seus objetivos a nível nacional e internacional, por meio de um subsídio financeiro. Estima-se que no primeiro ano sejam concedidas 30 bolsas, sendo que os valores irão variar de acordo com a modalidade. Os demais critérios serão estabelecidos pela FUNEL, por meio de decreto.

bottom of page